Projeto Web Segura

Homem é preso por chantagear mulheres no Facebook em troca de sexo

By 14 de agosto de 2012 No Comments

Um corretor de imóveis de 29 anos foi preso por tentativa de estupro e interceptação ilegal de vídeos e imagens íntimas, segundo informações da Assessoria de Comunicação da Polícia Civil. Lucas Francisco Pinheiro Freitas é acusado de criar um perfil falso no Facebook para seduzir mulheres e depois chantageá-las. Lucas foi preso  depois de ser denunciado por uma vítima na Delegacia de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (DREOF).

De acordo com a polícia, usando a foto de um modelo profissional, o corretor de imóveis criou um perfil falso na rede social onde se passava por piloto de avião da TAM com o nome de Eduardo Fadull. O objetivo dele era se relacionar virtualmente com mulheres na faixa dos 30 anos, e que durante o primeiro contato virtual com a vítima, Lucas instalava nos computadores das mulheres um programa que capturava imagens e sons em todas as ocasiões em que elas ligavam o equipamento.

Em seguida, o corretor se apresentava às vítimas com outro disfarce, o de um cracker chamado Gustavo Moura, e ameaçava divulgar as fotos e vídeos das mulheres caso elas não mantivessem relações sexuais com ele. A farsa terminou quando a última namorada virtual de Lucas, uma engenheira de 32 anos, procurou a polícia para contar que estava sendo chantageada.A polícia orientou que a engenheira marcasse um encontra com o suposta cracker Gustavo Moura no estacionamento de um shopping localizado na avenida Tancredo Neves enquanto policiais aguardavam escondidos que o home chegasse.
Lucas foi preso em flagrante ao entrar no carro da vítima, na posse de um notebook aonde mantinha as fotos e vídeos íntimos da engenheira. O corretor de imóveis confessou ter enganado outras duas mulheres de 25 e 35 anos, ambas profissionais liberais, mas não divulgou as identidades das suas outras vítimas.
Lucas Francisco Pinheiro Freitas foi autuado por tentativa de estupro e interceptação ilegal na DREOF, e o corretor deve ficar custodiado na carceragem do Complexo Policial da Baixa do Fiscal à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta