Artigos

O envolvimento do Rádio com as redes sociais

By 3 de setembro de 2015 No Comments

As palestras que viemos realizando em algumas associações no Brasil, tem como foco direto ajudar aos radiodifusores a entender em como usar as mídias sociais como ferramenta comercial. Temos visto que as dúvidas são parecidas, e as vezes, são de fato as mesmas.

A pergunta mais ouvida é: as Mídias Sociais não é somente um modismo? “Minha rádio tem mais de 20 anos e nunca precisei de pensar na minha presença na internet”. E a resposta é simples e objetiva: A Internet mudou tudo, e estamos no início de como esta ferramenta e seus recursos podem transformar de vez o jeito de sua rádio fazer negócios.

Os pequenos radiodifusores ainda não captaram os sinais claros, de como o mercado está buscando rapidamente estas novas formas de fazer anúncios, e, as palestras que realizamos é justamente para auxiliar a entender estes nossos mecanismos disponíveis. Como consultor e autor estou também escrevendo um material de marketing digital muito direcionado à orientar os radiodifusores a encarar e entender estes novos mecanismos de negócio e mídias sociais, e este artigo é muito coerente como o que já escrevermos até então.

Algumas idéias precisam ser alicerçadas e entendidas para dar passos mais largos, almejando o leque de recursos disponíveis aos anunciantes, angariando novos clientes e ouvintes em todas as frentes.

As mídias sociais devem ser encaradas como uma revolução nos negócios do radiodifusor. Hoje temos a maior parcela da população mundial com menos de 30 anos. E estes são muito engajados nos recursos disponíveis e são extremamente consumistas e imediatistas.

A internet não é somente uma grande mídia, talvez hoje seja a mais importante do mercado. Sei que muitos vão pensar: “acho que você está indo longe demais”, mas os indicadores nos deixa confortável em afirmar que este é um caminho sem volta, e estamos somente no começo. Antes, campanhas publicitarias eram desenvolvidas somente para rádio e tv. E a internet era um canal secundário. Hoje as campanhas para a internet já contam com equipes e campanhas especializadas. Em alguns casos, as campanhas criadas para a internet estão sendo direcionadas para a televisão.

Como a pequena rádio pode trabalhar para ganhar espaço nesta nova mídias e com isso oferecer novas alternativas interessantes aos seus anunciantes?

Primeiro passo, faça um site profissional da sua rádio. Com ferramentas de gestão de conteúdo. Onde a administração do conteúdo não precise ficar na mão do programador, aumentando sua independência. Assim a sua equipe interna pode cuidar da criação de artigos e de novas páginas no site. Tenha também em mente que o site precisa ser adequado com técnicas de otimização para os motores de busca. Isso pode ser mais simples do que parece. Outra questão de supra importância: tenha espaço para anúncios no site, isso pode ser tornar uma nova fonte de renda e que seja possível acessá-lo por tablets e celulares.

Os anunciantes já sabem que a internet potencializa os anúncios. Ter um novo canal disponível para oferecer pode fazer a diferença. Vire isso ao seu fazer. O espaço criado no site para anúncios, pode virar um mecanismos de permuta, ao invés de oferecer descontos na hora da negociação. Essa tática sendo bem usada, pode ser um excelente mercado para explorar e oferecer bem e serviços.

As redes sociais (Facebook, Twitter, Youtube, etc.) sobrevivem explorando espaços publicitários. Mais de 90% da receita do Google vem de suas táticas de venda de anúncios e links patrocinados.

Explore as redes sociais para angariar novos ouvintes e transforme estes canais em ferramenta de relacionamento. As campanhas direcionadas as redes sociais devem ser desenvolvidas com o intuito de levar os internautas para o seu site.

Campanhas direcionadas para as redes sociais tem que seguir táticas especificas. Se não tiver um profissional com conhecimentos refinados em redes sociais e seus mecanismos, contrate uma empresa ou profissional qualificado nesta tarefa e não precisa ser alguém que fique período integral. Não somente para cuidar do dia a dia, mas também pra se preocupar com gestão de crise. Que por ventura venha acontecer. Os internautas que usam as redes sociais são imediatistas e se for para trabalhar as redes sociais, pode ser tornar um excelente forma de interação com a parcela da população que está abaixo dos 30. Mas não somente estes, pois o perfil do internauta que mais cresce nas redes sociais, são os que estão acima dos 50 anos. Muitas vezes induzidos a explorar esses novos recursos por seus filhos ou netos. Assim as redes sociais podem ser um novo nicho de exploração para seus anunciantes.

Outra frente que importante a se explorar é o potencial do streaming, possibilitando transmitir áudio e vídeo pela internet. A possibilidade de transmitir os programas da rádio tradicional com os recursos do streaming, que cada vez se tornam mais baratos, podem ser uma outra frente de exploração de anúncios direcionados. Tenho visto que algumas rádios no horário da voz do Brasil, continuam com a programação normal pela internet. Permitindo assim um novo canal de venda de espaço publicitário, alguns casos de que temos acesso as suas campanhas publicitárias pelo streaming, já trazem retornos positivos.

Outra espaço muito pouco explorando pelas rádios é o potencial dos telefones celulares. No Brasil temos hoje mais telefones celulares do que brasileiros pelas dados da Anatel. Uma grande parcela, aproximadamente 80 milhões de pessoas, usam a internet nos celulares para redes sociais, entretenimento e consumir informação. Quando se une site desenvolvido para ser acessível também por celulares, redes sociais e motores de busca, transmitir conteúdo via streaming no celular a possibilidade de atingir um novo mercado consumidor pelo aparelho que carregam no bolso, isto pode se transformar em números realmente interessantes…

A cada dia são desenvolvidas novas e melhores ferramentas virtuais para explorar o potencial publicitário da internet.

O Facebook oferece o Facebook Ads, como um ferramenta para potencializar seu negócio na rede social. Os indicadores gratuitos, lhe auxiliam a colher informações preciosas sobre qual é o perfil das pessoas que acessam sua Fanpage de uma forma muito intuitiva.

O Google tem várias ferramentas com o intuito de monetizar seu site, orientar como explorar os links patrocinados, e direcionar corretamente seus recursos do marketing digital na web, para que seu investimento lhe traga o melhor resultados possível. O próprio Google Analytics que consegue integrar vários indicadores de resultado do seu site, pode ser usado de forma gratuita.

Estamos passando por um revolução onde a informação e a colaboração dos internautas estão trazendo vantagens competitivas para empresas aderente a esse novo modelo de negócio, trazido com o advento da mídias sociais e o marketing digital.

A indústria do rádio passou por grandes revoluções na sua história: primeiro nas décadas de 40/50 com a revolução dos transistores, onde ouve a miniaturização. Na décadas de 80/90 com a digitalização e a convergência. No início do século XXI como boom da internet no Brasil e hoje o avança das redes sociais. E ainda estamos vendo que isso é somente a ponta do iceberg.

A tendência da tecnologia é a migração para o conceito de Cloud Computing e a internet inteligente a chamada Internet das Coisas. Onde tudo estará na “nuvem”, trazendo uma possibilidade de a rádio tradicional se transformar definitivamente em digital, podendo ser acessada de qualquer browser web. Potencializando a qualidade do conteúdo que faz a diferença entre a boa e a má rádio. E está se tornar definitivamente em algo móvel, que vá com o usuários aonde ele estiver, seja em casa, no trabalho, no carro, ou simplesmente permitir que seus ouvintes possam continuar curtindo sua rádio preferida enquanto toma um simples banho.

Artigo Publicado na Revista Rádio e Negócios

Deixe uma resposta