Qual a melhor certificação pra você?

Aquele certificado de TI pode parecer ótimo no papel, mas será que realmente se encaixa às suas exigências? Antes de investir tempo e recursos financeiros, especialistas aconselham a refletir sobre o tipo de qualificação que se está buscando e como isso se alinha a seus objetivos de carreira. Eles recomendam responder as perguntas abaixo.

O certificado é valorizado pelo seu empregador ou sua indústria?

Se o certificado é reconhecido ou exigido no seu setor, então vale a pena considerar. Se não, você precisa ter o dobro de certeza que o ele faz sentido no seu plano de carreira antes de se comprometer.

O certificado é acreditado?

Infelizmente, a maioria dos certificados em TI – incluindo alguns recomendados aqui – não são acreditados por terceiros, de acordo com Roy Swift, diretor de desenvolvimento da força de trabalho na ANSI.

“Certificados acreditados são revistos pelos experts da indústria, que se certificam da relevância do conteúdo e de que os testes são justos e provam competência”, explica.

Alguns certificados não avaliam de forma rigorosa o conhecimento e as habilidades das pessoas e os empregadores sabem disso, o que significa que você pode ser deixado de bolsos vazios e sem perspectivas de emprego caso escolha mal.

Ele é citado como exigência em anúncios de emprego?

Se a resposta for positiva, é um bom indicador de que o certificado tem peso para os potenciais empregadores. Possuí-lo não garante o trabalho, mas pode ajudar a conseguir uma entrevista.

Seu foco é amplo ou específico a determinado fornecedor?

Em geral, certificados amplos como o CompTIA são mais valorizados que os específicos, a menos que estes estejam relacionados aos fornecedores principais da indústria de TI, como Microsoft e Cisco.

Mesmo assim, muitos profissionais de tecnologia preferem credenciais genéricas. Você pode trabalhar com sistemas Windows ou roteadores Cisco hoje, mas seu próximo emprego pode ser em uma empresa que use produtos Red Hat ou Juniper Networks – neste caso, uma formação mais ampla viria a calhar.

Qual é seu custo real?

Certifique-se também de incluir todos os custos de preparação e não só o do exame. Você consegue fazer tudo virtualmente, através de e-learning e livros ou precisará desembolsar US$ 3 mil em aulas?

“Descubra de antemão se existe alguma condição prévia que exija sua presença em um curso anterior ao exame, pois isso aumentaria substancialmente os custos”, recomenda Jim Zimmermann, da Skillsoft.

Você tem acesso ao que precisa para praticar o que aprendeu?

Alguns certificados exigem passar tempo considerável familiarizando-se com o hardware ou software em questão. Se você não tem acesso ao que é requisitado em casa ou no trabalho, então pode precisar assistir aulas ou usar um simulador, como o Virtual Practice Labs da Skillsoft. Esses custos se acumulam, então certifique-se de ter o dinheiro necessário antes de se comprometer.

Deixe uma resposta