Facebook, Google e Microsoft se unem para evitar que a IA extermine a humanidade

Cinco gigantes da tecnologia anunciaram o projeto Partnership on AI, para estabelecer as melhores práticas para a inteligência artificial e discutir as influências da tecnologia na sociedade. Ou, em termos mais simples, Facebook, Google, Microsoft, Amazon e IBM acabam de fechar uma parceria para que a Skynet não se torne realidade.

O Partnership on AI tem como objetivo “garantir que as aplicações da inteligência artificial sejam benéficas para as pessoas e a sociedade”. Entre outros desafios, o grupo vai discutir a segurança dos indivíduos, proteger os interesses dos que serão afetados pelos avanços da tecnologia e impedir a utilização da inteligência artificial para violar convenções internacionais ou direitos humanos, desenvolvendo limites e tecnologias que evitem que o pior aconteça.

As empresas envolvidas vêm investindo em inteligência artificial há anos e têm uma penca de dados à disposição. Devido às diferenças nas áreas de atuação, cada empresa é especializada em determinado tema — provavelmente ninguém sabe mais que a Amazon sobre hábitos de consumo, ou que o Facebook sobre relações humanas, ou que o Google sobre… qualquer coisa. Por isso, a união parece uma saída melhor que a concorrência entre as empresas na IA.

Além disso, há questões complexas a serem discutidas com o avanço da inteligência artificial. Nas próximas décadas, com o crescimento exponencial da capacidade de processamento, quase todos os empregos podem ser trocados por robôs (incluindo os trabalhos “intelectuais”, não pense que você é insubstituível). O Partnership on AI também contará com grupos de trabalhos para estudar setores específicos, como saúde e transporte.

Nos próximos anos, Facebook, Google, Microsoft, Amazon e IBM devem promover eventos e divulgar estudos sobre as questões éticas da inteligência artificial (algumas, como a Microsoft, até já haviam criado seus próprios conselhos de ética de IA). Outras companhias também podem se unir às empresas fundadoras em breve. Você pode conferir todos os detalhes no site do Partnership on AI.

Artigo compilado do TecnoBlog

Deixe uma resposta